Luz


A Estação da Luz foi construída no fim do século XIX para sediar a Companhia São Paulo Railway, de origem britânica, e foi por muitos anos a principal porta de entrada à cidade de São Paulo. A linha ferroviária ia de Santos, no litoral do estado, por onde era exportado o café, até Jundiaí, no interior. Por ali também chegavam os bens de consumo e de capital importados que abasteciam a cidade.

Hoje a Estação integra a rede de transportes sobre trilhos da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, com transferência gratuita para a Estação Luz do Metrô de São Paulo.

Na região da Estação são visíveis contrastes característicos da cidade: enquanto importantes pontos culturais como o Jardim da Luz, a Pinacoteca do Estado, o Museu de Arte Sacra, o Museu da Língua Portuguesa e a Sala São Paulo, atraem intelectuais, estudantes, artistas e turistas, a proximidade com a Cracolândia traz a convivência com miséria e intrincados problemas sociais, que culminaram na violenta Operação Cracolândia, ação de combate ao tráfico da região e ajuda aos usuários de crack, realizada pela policia militar em 2012.
Inspirado nesse ambiente contraditório, ali se formou no final dos anos 1960 o movimento da Boca do Lixo, berço do cinema marginal.


Como um tradicional ponto de chegada de imigrantes à cidade, a Estação da Luz é citada em canções de artistas vindos do Nordeste e radicados em São Paulo, como Tom Zé e Raul Seixas.